Como Fazer Resumo De Comida

Metafísica de autor 3 dicas para pessoas megapreguiçosas

No pensamento econômico o longo tempo dominou a representação que a propriedade é a relação da pessoa a uma coisa, poder da pessoa sobre uma coisa, a sua oportunidade de possuir, dispor, use condições materiais da existência. Assim a aspiração da pessoa à posse de coisas atuou como um instinto natural, integrante.

A economia de mercado é incompreensível sem a realização do princípio da competição. Sem a competição o mecanismo de mercado não funciona. A competição tem de ser, em primeiro lugar, entre produtores separados, as empresas que deixam sair a produção uniforme. É extremamente necessário para evitar a monopolização e a ocupação do mercado. A competição representa um dos remédios mais eficazes e eficazes de excitação da atividade de negócios, o uso de realizações do progresso científico e técnico, crescimento de qualidade da produção, satisfação das interrogações se modificam de consumidores.

O negócio como uma forma especial de um econômico, como uma forma concreta da asseguração de si mesmo o emprego de um da população e a criação de novos locais de trabalho gosta do suporte de em todos os países industrializados (em outros países grande distribuição assim chamado negócio de rua).

Em primeiro lugar, em todas as suas manifestações numerosas praticamente não vimos a economia de mercado original e não sabíamos. Se quem aconteceu nos países do mercado livre, contemplou só a sua aparência, sem penetrar em uma essência de mecanismos internos das relações de mercado.

Os termos "mercado" e "economia de mercado" no nosso país só tratam-se normalmente como operações de troca de mercadorias e as relações de dinheiro de mercadorias, de outra maneira, como comércio, uma troca, mas tal representação é primitiva.

Em terceiro lugar, a propriedade é o resultado do desenvolvimento histórico. As suas formas modificam-se com a modificação de caminhos da produção. E a força motriz principal desta modificação é o desenvolvimento de forças produtivas.

Em quarto lugar, embora dentro de cada sistema econômico haja alguma forma específica principal da propriedade para ele, não exclui a existência e outras formas suas, como velho, passaram de antigo sistema econômico e brotos novos, peculiares da transição ao novo sistema. O entrelaçamento e a interação de todas as formas da propriedade fazem o impacto positivo em todo o processo da sociedade.

Em segundo lugar, às relações de mercado não nos ensinamos. Em escolas, escolas técnicas, institutos, por rádio e televisão inspirada em nós que fora apodrecendo, economia crítica com operação e escravização dos trabalhadores. Os manuais que contêm a descrição original da economia de mercado e mercado, os trabalhos dos assim chamados economistas burgueses ou não se traduziram em absoluto e não se publicaram ou ficaram conhecidos só a um círculo estreito de peritos.

O meio importante da privatização é a redistribuição do rendimento e propriedade. Contudo a privatização da propriedade, a capital não significa a privatização equivalente do rendimento em absoluto. O último ocorre como graças a modificações na estrutura da propriedade e modificação simultânea (em consequência da privatização) nível e estrutura dos preços.

Em primeiro lugar, a propriedade é uma base, a base de todo o sistema das relações públicas. As formas da distribuição, uma troca, o consumo também depende da natureza das formas aprovadas da propriedade. Deste modo, na economia de mercado a propriedade privada prevalece.

Rejeição geral de negócio gradualmente em consciência de necessidade de criação de condições do seu desenvolvimento mais rápido e eficaz. Atrás do negócio em o futuro, o processo da acumulação do peso crítico levará inevitavelmente "ao boom de empresa". Por isso, nesta etapa é extremamente importante estudar o comportamento do homem de negócios isto em uma consequência para não fazer os erros feitos antes. Além disso tentarei afirmar o material sobre o negócio, sobre a sua essência, tipos, sujeitos, desenvolvimento, estado. apoiar.

Por isso, o desenvolvimento bem sucedido da propriedade precisa que a realização de muitos econômicos e condições sociais, na determinada revisão da relação à propriedade em novas condições econômicas seja necessária.